quarta-feira, dezembro 08, 2004

The dream is over

Segundo os puristas, ele começou em San Francisco, Califórnia, no final da década de 60. Ainda que essa informação seja controversa, em uma coisa todos concordam: o sonho acabou no dia 8 de dezembro de 1980, há exatos 24 anos, quando as balas de Mark Chapman silenciaram a voz de uma geração em frente ao Edifício Dakota, em Nova York. Eu tinha só 4 anos na época, e confesso que ainda hoje me dá um sentimento meio esquisito ao pensar que John Lennon morreu. O cara era um cara normal, como qualquer um, mas que soube "dar à cara a tapa" e usar o seu talento fantástico em prol de questões que realmente importavam. Pra mim, é como um "simbolismo ruim": a violência humana aniquilou um dos maiores defensores da não-violência. Curiosamente, o MAIOR defensor da não-violência dos tempos modernos, Mohandas K. Ghandi, também morreu assassinado, e do mesmo modo que Mark Chapman, seu assassino tb prestou reverência à ele antes de matá-lo (parece que Chapman pediu um autógrafo a Lennon antes dele atravessar a rua e só aí atirou).
Bem, fica aqui a lembrança/homenagem, mesmo sabendo que ele não vai ler, rs...

John Lennon
John Lennon na época do White Album, em 1968