segunda-feira, outubro 11, 2004

O Super Mentecapto

O cansaço pode esperar esse post. Fernando Sabino, responsável por alguns dos maiores micos de minha vida por ter me feito rir sozinho aonde eu estivesse qdo li o "O Grande Mentecapto", pisou no prego e esvaziou. Outro que foi responsável por grande parte da diversão da minha geração (qdo esta se encontrava ainda na infância) e que foi comer capim pela raiz foi o Christopher Reeve - ou o Super-Homem, pra quem não associou o ator ao personagem. Descansem em paz, vcs eram OS CARAS.

PS: Fernando, vê se não enche o saco do Brizola, pega leve que ele tá meio gagá.

PS1: Ô Super-Homem, o Lex Luthor mandou dizer que te avisou pra vc parar com a kriptonita, que ele sabia que ia dar nisso. Ele terminou a frase com um "Bem feito!", mas isso aí não vale a pena comentar, deixa pra lá.

PS2: As expressões jocosas que eu usei em substituição ao verbo morrer não são de minha autoria - eu não tenho essa criatividade toda. O cara que as cunhou atendia (qdo vivo, agora deve estar recepcionando o Fernando Sabino) pelo nome de Sérgio Porto, mas era mais conhecido pela alcunha de Stanislaw Ponte Preta.


Não leiam essa bobeira toda aí em cima. Sei lá, mas às vezes dá a impressão que gente tipo esses caras não morre.